Ceará é derrotado em casa pelo Inter e desce na tabela

Série B

0
O Internacional construiu o resultado ainda no 1º tempo (Foto: Reprodução)

O Ceará tinha um jogo perfeito para se afirmar definitivamente na luta pelo acesso ao receber ontem, no Castelão, o favorito Internacional. Afinal, vencer um gigante do futebol brasileiro poderia deixar o Alvinegro no G4 ao fim da 13ª rodada e daria uma confiança ao elenco para a sequência da Série B.

Mas o desfecho foi cruel com o Alvinegro, caindo na armadilha do melhor visitante da Série B e saiu derrotado por 2 a 0. Com o resultado, o Ceará perdeu mais uma chance de chegar ao G4, caindo para a 8ª posição com 18 pontos, cinco do 4º colocado, o Vila Nova/GO.

Já o Colorado, chegou aos 21 pontos e terminou a rodada em 5º. Buscando uma recuperação, o Ceará terá outro gaúcho na rodada seguinte, o Juventude, no sábado, 15, às 19 horas, também no Castelão.

A partida era cercada de expectativa pela torcida alvinegra após a vitória do Ceará fora de casa por 2 a 0 diante do Figueirense e a campanha decepcionante do Internacional até então, tamanho seu favoritismo.

Porém, o Colorado tinha a melhor campanha como visitante com 60% de aproveitamento e se sentia mais à vontade atuando longe da pressão de sua torcida no Beira-Rio. E assim, contra um time de muita qualidade e sem toda uma pressão nos ombros, o Ceará cometeu erros fatais que custaram a vitória.

O jogo

O Alvinegro até começou bem a partida, com mais posse de bola e indo para cima do Colorado, que esperava uma chance nos contra-ataques para levar perigo ao gol do Vovô. Mas o Inter não precisou encaixar uma grande jogada para sair na frente no placar e sim aproveitando uma desatenção da defesa alvinegra: aos 12 minutos, Cláudio Winck cobrou lateral rápido para Edenílson, que livre dentro da área e cruzou para Pottker só empurrar para as redes: 1 a 0.

O gol deu tranquilidade para o Internacional dominar a partida e criar uma chance atrás da outra. Na melhor delas, o time gaúcho ampliou o placar aos 19 minutos: após os chutes de Cláudio Winck e Pottker defendidos espetacularmente por Éverson, Nico López pegou a sobra e de longe, marcou um golaço: 2 a 0.

Outro gol sofrido foi uma ducha de água fria na equipe alvinegra e também na torcida.

Desorganizada e sem força ofensiva, a equipe alvinegra não conseguia levar perigo ao gol do Inter e por pouco não sofreu o terceiro gol em seguida, em finalização de William Pottker no travessão.

O Ceará melhorou nos minutos finais do 1º tempo, criando três chances de gol. A primeira, aos 39 minutos, Tiago Cametá cruzou para Pedro Ken cabecear e a bola passou raspando a trave de Danilo Fernandes.

Cinco minutos depois, foi a vez de Roberto cruzar para Pedro Ken cabecear mais uma vez com perigo.

Na última chance da etapa inicial, Rafael Carioca arriscou de fora da área, mas para fora.

No segundo tempo, o técnico do Ceará, Marcelo Chamusca, foi para o tudo ou nada tornando o time mais ofensivo, primeiro com as entradas de Cafú e Élton, e depois, Lelê, mas a produção ofensiva continuou baixa.

De chances de gol mesmo apenas a finalização de Cafú de fora da área que Danilo Fernandes defendeu, e outra de Magno Alves rasteira que o goleiro colorado encaixou.

Já o Internacional, abusou das faltas duras e até rodízio jogadores para cometê-las – foram seis cartões amarelos – mas o sistema defensivo colorado não deu a mínima chance de reação para os alvinegros, que amargaram a derrota em casa.

Fonte Diário do Nordeste Site Miséria

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.