Jovem é perseguido e morto a tiros em Barbalha por homem encapuzado

Homicídio no Cariri

Eduardo foi executado a tiros esta noite em Barbalha (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Eduardo foi executado a tiros esta noite em Barbalha (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Menos de um mês após, novo homicídio foi registrado em Barbalha se constituindo no primeiro do mês de outubro e o décimo segundo de 2017 no município, onde 14 pessoas tombaram mortas no decorrer do ano passado. Por volta das 21 horas desta terça-feira, na Avenida Pio Sampaio imediações do estádio Inaldão no bairro Cirolandia, Eduardo Rodrigues de Souza, de 28 anos, que residia na Rua L08 número 247 naquele bairro, foi executado a tiros.

Segundo testemunhas, o acusado estava encapuzado e foi logo efetuando os disparos ao se aproximar da vítima que ainda correu para fugir da linha de tiros, mas tombou sem vida. O Sargento Ribeiro, o Cabo Joel Ferreira e os Soldados Amaro, Morais Bem e Matos estiveram no local com uma equipe do RAIO comandada pelo Sargento Nonato e houve diligências sem o êxito de prender o autor. Segundo a polícia, Eduardo era suspeito de assaltos com uma pistola numa moto Honda CB300 de cor branca.

O último homicídio deste ano em Barbalha tinha ocorrido no dia 24 de setembro vitimando Elias da Silva Paz, de 37 anos, que residia na Rua Projetada no Parque Bulandeira, o qual foi morto a tiros na cabeça. Ele estava no Boteco do Jabá na Rua Projetada, 79 naquele bairro onde se envolveu numa discussão com Fernando Paz da Silva, de 25 anos, residente no Sítio Lagoa em Barbalha. Este já responde por dois homicídios em Juazeiro e matou o terceiro em poucos mais de dois anos.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório
Carregando...