Sete mortes violentas nesta sexta-feira no Cariri sendo três homicídios e três no trânsito

Violência no Cariri

O carro do padre Wesley ficou bastante danificado após colidir na moto causando a morte do piloto “Cícero Barata” em Brejo Santo (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Uma sexta-feira atípica na região do Cariri com o registro de sete mortes violentas num intervalo de 16 horas em quatro municípios. Foram três homicídios em Juazeiro, Barbalha e Mauriti, três vítimas fatais após acidentes de trânsito, sendo uma em Missão Velha e duas em Brejo e um caso de suicídio em Barbalha. Este último aconteceu por volta das 6 horas quando um ex-presidiário teve o corpo encontrado numa forca em sua residência no Conjunto Minha Casa Minha Vida.

Antes, aos 30 minutos da madrugada de sexta-feira o jovem Cristovão Rodrigues da Silva, de 27 anos, que residia em Missão Velha, morreu num dos leitos do Hospital Regional do Cariri. No último domingo, dia 29, ele tinha se envolvido num acidente com moto em sua cidade. Já às 11 horas o ex-presidiário Cícero Campos da Silva, de 37 anos, foi morto a tiros num frigorífico perto do cruzamento das ruas José Marrocos e Pio X (Salesianos). Ele respondia por crimes de homicídios, lesão corporal e tráfico.

Cerca de uma hora depois morreu no Hospital do Coração em Barbalha Maria Inês Anjo de Sousa, de 43 anos, que residia na Rua Manoel Bastos Silva (Bairro Baixio dos Lopes) em Brejo Santo. Ela trafegava numa moto quando teve um princípio de infarto caindo do veículo perto de sua casa na última quarta-feira. Inicialmente, terminou socorrida ao Hospital Geral de Brejo Santo, mas, com a constatação do infarto, foi transferida ao hospital barbalhense onde faleceu.

Por volta das 14 horas o ex-presidiário Gilmário Ribeiro dos Reis, de 31 anos, que residia no Parque Bulandeira, foi executado a tiros quando pilotava sua moto Honda CG 125 Fan KS de cor vermelha. O crime aconteceu na Avenida Paulo Marques perto do Alvorada Mercantil naquela localidade, cujo autor trafegava numa moto Yamaha Factor de cor lilás. A vítima já tinha algumas passagens pela polícia por crimes de ameaça e lesão corporal em casos de violência doméstica.

Já às 16h30min Cícero Genival Furtado da Silva, de 42 anos, estava em sua casa na Rua Projeta no bairro Vila de Fátima em Mauriti onde chegaram dois homens numa moto Honda Fan. Segundo testemunhas, o garupeiro desceu indo ao encontro da vítima quando Genival correu ao vê-lo sacando uma arma de fogo. Entretanto, foi em vão já que terminou perseguido e executado. Segundo a polícia, a vítima respondia procedimento por crime de lesão corporal.

No mesmo horário houve um acidente no Km 496 da BR-116 perto da entrada para o Sítio Ludovico em Brejo Santo causando a morte de Cícero Marques Pereira, de 48 anos, o “Cícero Barata” que morava no Sítio Pau Ferrado. Ele pilotava sua moto Honda CG 150 Fan de cor vermelha e, ao converter o veículo na rodovia federal, colidiu num Ford Ka de cor vermelha dirigido pelo padre Francisco Wesley Barbosa Barros, de 32 anos, residente em Baixio, o qual saiu ferido. A vítima trabalhava na secretaria de obras de Brejo Santo e, nas horas vagas, atuava como mototaxista.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório
Carregando...