Dezembro terminou com uma mulher assassinada no Cariri e o ano foi 28% mais violento

Morte de mulheres

O mês de dezembro terminou com o registro de duas mulheres assassinadas na região do Cariri, crime ocorrido na cidade do Crato após um mês de novembro com dois homicídios contra pessoas do sexo feminino ou o dobro. Nos 12 meses do ano passado foram 28 mulheres mortas contra 20 na comparação com igual período de 2016 ou oito a mais representando 28,57% de aumento no feminicídio.

Na comparação dos meses de dezembro do ano passado e 2016 houve uma queda pela metade com uma a menos. Em 2017, mulheres tombaram mortas em nove cidades da região, sendo uma no mês de fevereiro, quatro em março, três em maio, quatro em junho, sete em agosto, duas em setembro, quatro em outubro, duas em novembro e uma no mês passado. Segundo levantamento do Site Miséria foram 12 mulheres assassinadas em Juazeiro ou 42,85% de todo o Cariri, Crato (05), Barbalha (03), Missão Velha e Caririaçu com duas cada e as demais em Mauriti, Jati, Brejo Santo e Farias Brito.

No dia 4 de dezembro a jovem Raimunda Jéssica Alaine Ribeiro de Matos, de 22 anos, que morava na Rua 4, número 61 do Conjunto Minha Casa Minha Vida no bairro Barro Branco em Crato, teve o corpo encontrado, na Rua Alto da Conceição imediações do antigo Matadouro (Bairro Zacarias Gonçalves) apresentando perfurações à bala no rosto.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Carregando...