Aposentado foi morto a tiros em Mauriti quase oito meses após matarem seu filho

Homicídio no Cariri

Mais um homicídio foi registrado no Cariri se constituindo no 11º deste ano na região. Por volta das 12h30min o aposentado José Sinval Mangueira Soares, de 72 anos, o “Sinval Cigano” que residia na Rua 6, número 750 (Bairro Bela Vista) em Mauriti, foi executado a tiros quando estava sentado numa cadeira no terreiro de sua casa. Segundo testemunhas dois homens se aproximaram efetuando os disparos e fugiram num Gol de cor preta que puxava um reboque contendo cadeiras.

Ele respondia Ação Penal por posse ilegal de armas de fogo já que a polícia encontrou uma pistola e uma espingarda em sua casa no último dia 23 de maio quando mataram o seu filho o cigano Geneci Soares, de 53 anos. Da mesma forma, o homicídio à bala aconteceu em frente à casa da vítima na Rua 7 do bairro Bela Vista e foi praticado por dois homens que fugiram numa moto. Geneci ainda sacou uma arma e atirou, porém não atingiu os seus algozes.

No ano passado 13 pessoas foram assassinadas em Mauriti ou duas a mais que 2016. O último homicídio naquela cidade tinha ocorrido no dia 26 de novembro mais precisamente no Distrito de Buritizinho, onde o agricultor José Alencar Pereira, de 37 anos, que ali residia, foi morto com quatro tiros em várias partes do corpo. Vez por outra, ele viajava para São Paulo onde trabalhava no corte de cana de açúcar, mas, segundo familiares, tinha passagens pela polícia em Mauriti.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório
Carregando...