Temer consegue votos suficientes para barrar denúncia

Câmara livre presidente

A Câmara dos Deputados rejeitou, pela segunda vez, denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer (PMDB). Desta vez por obstrução de justiça e organização criminosa.

O voto, que aconteceu por volta das 20h20, horário oficial de Brasília, garantiu a manutenção de Temer na presidência foi o “sim” do deputado Francisco Floriano (DEM-RJ). Ele foi o 158º a votar “sim”, e se somou aos 14 ausentes para dar vitória ao governo.

A base aliada precisava de 172 votos (entre “sim”, ausências e abstenções) para impedir a admissibilidade da denúncia contra Temer. A oposição não consegue mais alcançar o voto dos dois terços dos parlamentares necessários para dar prosseguimento à investigação no STF (Supremo Tribunal Federal). O resultado ficou 251 votos concordando com o relator para arquivar a denúncia contra 233 para dar continuidade no processo.

Com isso, os deputados decidiram, em votação em plenário, rejeitar as acusações contra Temer e também contra os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) e Eliseu Padilha (Casa Civil). Agora, eles só poderão ser processados após deixarem os cargos.

Fonte Site Miséria
Texto João Boaventura Neto

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Carregando...